CAROLINA PATROCÍNIO RESPONDE AO MAIS VIDA PORTUGAL - Novembro 2015

1/1

S E R Á  A  C A R O L I N A  U M  E X E M P L O  O U  A  E X C E Ç Ã O ?

1/1

Publicação Carolina Patrocínio - STAY ACTIVE - Arena

Como Diretora de um Programa de Exercício Físico na Gravidez e Pós parto, nada mais natural que tanto eu como os nossos Professores, sejamos abordados constantemente pelo “exemplo” da Carolina Patrocínio.

Apresentadora da Sic, Mãe de uma menina de 1 ano e meio, Mulher adepta desde sempre do exercício físico e de um estilo de vida saudável, grávida neste momento de outra menina e a entrar no 6º mês de gestação.

A Carolina tornou-se num “fenómeno” devido às suas gravidezes, em que quase não fica com barriguinha proeminente, de grávida.

Pensámos que seria interessante, passar a mensagem que transmitimos às nossas alunas, para um âmbito mais abrangente e chegar a outras Mães ou Grávidas que nos seguem. Mas fazê-lo sem a opinião direta da Carolina não faria sentido, seria só mais um artigo de opinião, sem fundamento ou sem pelo menos ouvir “as partes” envolvidas!

Assim remetemos algumas questões á Carolina, às quais gentilmente ela respondeu. Questões, dúvidas, que muitas Mães com certeza terão!

Mas antes de mais, gostávamos de abordar a questão, será a Carolina exemplo ou a excepção?

Como Profissionais especializados que somos, em Exercício Físico na Gravidez e Pós parto. Com as nossas aulas de grupo e treinos personalizados do Mais Vida Portugal, localizados em várias zonas do país e baseando-nos na experiência que temos nesta área...pensamos que a Carolina, é a EXCEÇÃO!

A verdade é que a maioria das mulheres, fica realmente com o abdómen visível durante a sua gravidez, após sensivelmente as 12 semanas e mesmo quando posteriormente já treinavam.

A verdade é que a maioria das mulheres, terá e deverá reduzir a intensidade do seu exercício físico, durante a gravidez e adaptá-lo.

A maioria mesmo treinando antes, não conseguem manter a intensidade, a duração e o volume de exercícios que faziam.

Não podemos e não devemos, incentivar mulheres que não têm a capacidade de treino, física e mental e as caraterísticas fisiológicas e de metabolismo da Carolina, a manter o nível que ela mantém.

Ora sabendo isto, será a Carolina um EXEMPLO? Sim também…a nível de motivação, força de vontade e sobretudo de capacidade de ultrapassar limites. Principalmente na recuperação após o parto, em que existem tantos obstáculos, ao retorno á forma física.

Treino é RIGOR, MOTIVAÇÃO, DEDICAÇÃO, APERFEIÇOAMENTO, dá trabalho e é assim na parte física, assim como nas nossas emoções.

 

Quando as recém Mães, chegam às nossas aulas de Pós parto, têm normalmente sempre as mesmas perguntas:

Como vou perder a barriga? Quanto tempo vai demorar? O que tenho de fazer para perder a gordura que ficou acumulada?

Ora as nossas respostas são:

Com Treino. Dependerá do Treino. Treinar.

Claro que não é assim tão linear, depende de muitos outros fatores: a alimentação, se já faziam ou não exercício, o peso que ganharam na gravidez e outros fatores, mas fundamentalmente têm de treinar, saírem da zona de conforto e desafiarem-se!

A verdade é que quando iniciam as aulas, o que ouvimos logo de seguida é:

 “Não consigo”. “ Isso é muito difícil”. “Isto é pior do que eu pensava”. “Não sou capaz“.

 

RESOLVEMOS PERGUNTAR À CAROLINA, O QUE ELA RESPONDERIA!

 

 

Entrevista pela Prof.ª Sofia Amorim

    Diretora nacional do Mais Vida

 

 

Carolina gostaria primeiro de te pedir, que elucidasses as pessoas, relativamente ao teu percurso de vida desportiva. Desde pequena até agora…Desde quando é que treinas, quantas vezes treinas?

Tinha cerca de 3 anos quando a minha mãe me inscreveu pela primeira vez no Ballet. Dancei até aos 18 anos de idade, apesar de ao longo do tempo ter também experimentado várias outras modalidades como a equitação, a natação, o tennis, o volleyball na escola, o atletismo, etc.. Mas foi no ballet onde mais me destaquei e onde dediquei mais tempo, esforço e compromisso. Só mais tarde, quando forçosamente tive que abdicar dos ensaios intensivos a que a dança me obrigava, é que descobri a musculação no ginásio e comecei a pesquisar mais sobre o mundo do fitness. Hoje em dia treino diariamente, de Segunda a Sexta-feira, deixando o descanso para os fins-de-semana. 

 

Conta-nos a tua opinião, não será um pouco enganador, tornares-te um exemplo de mulher na gravidez. Isto relativo á forma física e exercícios que fazes?

Nunca tive a pretensão de ser um exemplo de mulher grávida. Apenas gosto de partilhar a minha paixão pelo desporto com outros amantes deste lifestyle. O facto de ter engravidado, apenas veio chamar mais a atenção para um estilo de vida activo que eu própria já fomentava há muito tempo. Em relação à minha forma física e aos exercícios específicos que faço durante a gravidez não me considero ser um exemplo para ninguém, apenas para mim mesma. Os meus treinos não são indicados para todas as grávidas, pois incluem impacto, alta intensidade e requerem uma certa preparação física anteriormente à gravidez. É impossível e muito pouco saudável uma grávida ambicionar atingir um pico de forma ao longo dos 9 meses de gestação, quando anteriormente vivia uma vida absolutamente sedentária. 

 

Carolina com a publicação do teu livro “Stay Active”, vens dar um contributo enorme a quem pretenda saber, como fazes e o que fazes, para teres a tua forma física. Mas assim sucintamente, conta-nos 2 ou 3 cuidados, mais importantes que manténs na gravidez.

Estaria a mentir se dissesse que tenho algum cuidado especial com a gravidez… raramente uso cremes específicos, esqueço-me de tomar as vitaminas e sou muito naturalista em relação a ecografias e consultas, só faço mesmo as obrigatórias e indispensáveis, por isso não posso aconselhar ninguém em termos de cuidados Extra. O meu maior segredo para viver uma gravidez santa, é saber ouvir os sinais do meu próprio corpo com a segurança de que ninguém me conhece melhor do que eu mesma. Isto leva-me a viver de forma despreocupada, sem ansiedades nem medos, e sempre rodeada de amor. 

 

Por último gostava de te perguntar. O que dirias a um grupo de Mães, que iniciam agora os seus exercícios no Pós parto? Em termos de como alcançar uma boa forma física? O tempo que demorarão? Ou seja aquelas perguntas que todas fazem, após ter o bebé. O que achas mais importante transmitir?

Acho que o mais importante é não querer estabelecer metas impossíveis porque isso levará a uma espiral de pequenas derrotas diárias difíceis de superar. É muito difícil conseguir prever o tempo que irão demorar a recuperar o corpo que tinham não conhecendo o histórico de treino que está por detrás de cada mãe. É importante o compromisso com um treino através de uma rotina real e ajustada às suas vidas, porque nem sempre se poderá contar a motivação do dia. Têm que ser exigentes a nível da alimentação porque todos os dias contam! Nesta fase não se podem esquecer que a vossa auto-estima também deve estar em primeiro lugar para se tornarem mães seguras e confiantes e isso transparecer para o bebé… por isso tentem deixar de parte o sentimento de culpa e serem um pouco mais egoístas. É absolutamente fundamental encontrar tempo para um “me time” no pós-parto.

 

Muito obrigada Carolina pela contribuição e felicidades!

 

  • Instagram - White Circle
  • Facebook Clean
  • YouTube Clean

by  Sofia Amorim

Mais Vida Portugal COPYRIGHT © 2019 | Direitos reservados       - POLÍTICA DE PRIVACIDADE -